segunda-feira, 23 de abril de 2012

Life isn't a game,...

...is it?

Não ganhamos experiência matando monstros;
Não temos health points;
Não temos stamina points;
Não temos magical points;

Não temos save ou checkpoints, nem load game, cada ato é irreversível, e traz consequências, boas ou ruins;

Se falamos alguma coisa, é pra sempre, não tem volta, assim como se alguém nos fala algo também é pra sempre, você pode até deixar de lado, colocar na "caixa" de coisas sem importância, mas aquilo sempre estará em você;

"(...)but the imprint is always there, nothing is ever really forgotten."

Talvez seja por isso que algumas pessoas passam tanto tempo jogando, seria uma maneira de poder fazer coisas que não fariam na vida real, com a possibilidade de voltar e tentar novamente, de modo diferente. Afinal, seus atos não afetam nada além do personagem no jogo, não tem consequências sociais. Até um certo ponto.

É ai quando a pessoa substitui a própria vida pela vida virtual, preferindo a companhia de seres que pensam em números binários do que de pessoas reais... talvez porque isso pode garantir uma certa proteção contra uma possível decepção.

Li em algum lugar que esse fanatismo que algumas pessoas tem por zumbis seria um desejo implícito de poder atirar e matar alguém, mas sendo um zumbi (que está morto, obviamente) a pessoa não teria as consequências sociais, e penais, por praticar tal ato.

"(...)Must have stabbed her fifty fucking times, I can't believe it..."

Creio que isso também se aplique há alguns outros jogos como Counter-Strike e Grand Theft Auto, mas de formas diferentes, sendo estes apenas exemplos de um tonelada de jogos do gênero.

E temos também os jogos de simulação de realidade, como The Sims, em que você simplesmente faz as coisas que poderia fazer na vida real... algo que realmente não faz sentido, afinal no meu ponto de vista a graça de um jogo é justamente poder fazer coisas que não se pode na vida real, portanto qual o intuito de se jogar algo que simula a vida real? Talvez pela realidade ser tão trágica pra algumas pessoas que é melhor fantasiar de como seria se fosse perfeito...

"(...)you build up a world of magic, because your real life is tragic..."

Jogar é bom, mas quando os games começam a interferir na sua vida REAL, talvez (!) seja a hora de rever alguns conceitos...

.
.
.
Quicksaving...