domingo, 13 de outubro de 2013

the show

Acho que faz uns 4 meses que eu não saio de casa pra fazer algo fora da rotina. Desde que perdi meus soldados não tive mais vontade de sair, tudo parece tão repetitivo e monótono. Será a sombra dos 30 anos chegando?

Essa semana passada em que muitos de nós colocamos fotos de quando éramos crianças no perfil de alguma rede social me fez pensar e lembrar dos meus amigos e de quando nossa maior preocupação era se iria chover no sábado a noite.

Também lembrei que eu não tenho praticamente nenhuma foto nossa dessa época, talvez uma ou outra tirada com uma Canon Powershot A-320 com incríveis 16mb de memória e 3,2mp. Estou até pensando em criar um álbum de fotos online restrito e postar o pouco que tenho para que pessoas que eu escolha tenham acesso (caso eu fizer, deixarei o link aqui).

Ah, esses dias foi meu aniversário, eu realmente não me importo muito com essa data mas fico feliz de quando alguém se lembra sem precisar ser avisado pelo Facebook. Normalmente estas pessoas são as que realmente se importam com você de alguma forma.

Bom, vou voltar aos livros, até qualquer dia.

In case I don't see ya, good afternoon, good evening and good night!

domingo, 22 de setembro de 2013

nrok

O medo do fogo é inerente ao ser humano. É algo instintivo.

Mas existem coisas perigosas que, por serem "novas" (novas = menos de 100 mil anos) acabam não tendo esse mesmo efeito de medo instintivo. Por exemplo, a eletricidade.

Se você botar o dedo no buraco da tomada, você leva um choque. Um bebê não sabe disso, pois não faz parte da carga ancestral que diz que aquilo é perigoso. Daí ele bota o dedo, leva um puta choque (se der sorte de não morrer) e aprende que aquilo machuca.

Essa criança, provavelmente, nunca será um eletricista, pois passou por uma experiência traumática em relação a eletricidade. Ela pode até aprender a lidar com isso, mas nunca ficará à vontade.

Da mesma forma são as relações humanas, se você confia em alguém e essa pessoa te machuca, você INCONSCIENTEMENTE nunca mais vai confiar novamente. É uma forma de defesa - bem eficaz, diga-se de passagem -, afinal se uma pessoa teve a capacidade de te machucar intencionalmente uma vez, por qual motivo ela não o faria de novo?

O problema é que esses bloqueios se estendem a todos os tipos de relações e a outras pessoas. Ah, isso é mais comum nos homens, as mulheres são mais emotivas e nem sempre dão ouvidos a razão.

Moral da história: Não bote o dedo na tomada.



 I see your pretty face, smashed against the bathroom floor!

domingo, 15 de setembro de 2013

-->

Vou escrever aqui amanhã sobre um assunto muito importante.

Enquanto isso, vou deixar esse vídeo aqui.

Só pra constar que as traduções que tem por aí estão erradas em determinadas partes, caso interesse.

"But don't look back in anger!"

sábado, 7 de setembro de 2013

post random

Estou deitado e com vontade de escrever algo, estou no celular e ia enviar isso por SMS, mas meu bom senso me impediu, então resolvi postar aqui...

Eu ia enviar: "Me indica um filme?".

Então, podem indicar... bah, a quem eu quero enganar? Ninguém comenta aqui.

Just breath...

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

another

Não sei o que escrever, só queria atualizar o blog.


What happened to you?

It must not be true...


Um adendo, a memória olfativa é uma armadilha, true story.


Time, it takes time...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

a perfect plan unfolds...

Eu nunca entendi muito bem algumas atitudes das pessoas. Não vou exemplificar, mas eu acho que as pessoas são meio birutas.

Sempre preferi observar mais, não sei se isso é uma tentativa de aprender algo ou se é apenas um hobby diferente, lembrando que não me refiro a nada sexual, falo das interações sociais.

"Constantly talking isn't necessarily communicating." - é uma das premissas pra eu ver mais vantagens no silêncio. Não exijo silêncio dos outros, apenas o meu, na maioria das vezes.

É que eu acho que se ouvíssemos mais do que falamos, poderíamos entender melhor o mundo e quem sabe até mesmo entender as pessoas. Isso porque, de certa forma, falar é um ato egoísta enquanto ouvir é um ato de compaixão. É claro, tudo em suas devidas proporções, já que tudo em excesso faz mal.

Tá difícil de escrever, viu, só tenho boas idéias quando não estou em casa e quando chego eu acabo esquecendo.

- É isso, Joel. Vai acabar logo. 
- Eu sei.
- O que faremos? 
- Aproveitamos.


quinta-feira, 15 de agosto de 2013

c-c-c-combo breaker

"Next time you point a finger, I'll point you to the mirror"

oh_boy_here_we_go.jpg

 Julguem. Podem julgar a vontade, é a coisa mais normal do mundo. Eu realmente não me incomodo muito em ser julgado pelos outros, pelo simples motivo de eu não me importar com isso.

Mas eu não gosto muito de ver pessoas julgando os outros, principalmente quando eles vem até mim pra "comentar" algo sobre. Estou pensando em andar com uma plaquinha escrito "não quero saber" pra poder mostrá-la todas as vezes que tentarem falar algo do tipo comigo.

Não acho que alguém tenha envergadura moral pra falar de outra pessoa.

--------------------

Qual o limite do cinismo? Pelo que tenho visto, não existe.

Firefly could you shine your light, now I know your ways, cause they're just like mine...

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Again

"Sometimes we break the unbreakable, sometimes?"
Hoje estou triste. Depois de algum tempo pensando, pude perceber o que já estava mais que claro... Como eu fechei meus olhos pra verdade por tanto tempo? Estava ali, no meu nariz... 

Tudo bem, bola pra frente, nem tudo é como gostaríamos que fosse. Sei que você se foi, mas vai voltar e eu vou estar esperando como sempre fiz.

Saudades frio, você fará falta, até o ano que vem.

Now I have seen the light...

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Look up.

Estou com essa música na cabeça já faz uns 2 dias e eu não faço idéia do motivo. Vi que é tema de alguma novela (ou era) mas eu não assisto TV.

93 Million Miles - A letra está no próprio video.

--------------------------

Pois é, última semana de férias... Não posso dizer que estou ANSIOSO pro início das aulas, isso é algo que eu nunca tive (ansiedade pela volta às aulas).

Teremos desenho técnico, que é uma matéria que parece ser interessante.

--------------------------

Por qual motivo algumas pessoas tendem a entender tudo pelo lado negativo? Até mesmo uma crítica pode ser levada pelo "lado bom", creio que seja algum tipo de complexo de "a culpa é sempre minha" ou de "com certeza é uma indireta pra mim". Porra, parem de achar que são o centro do mundo e que todos ficam te marcando. Cada um tem sua vida e seus problemas e, na maioria dos casos, estes já bastam.

--------------------------

Algumas pessoas me perguntam se eu parei de tomar refrigerante com intuito de emagrecer. Não, não foi por isso. Não são todos que pensam só nisso, minha motivação foi a questão de saúde, o resto é consequência. Readaptação alimentar, ainda tenho muitas coisas a fazer nesse sentido, mas tudo a seu tempo.

--------------------------

Por falar em tempo, eu realmente acredito que o tempo é o remédio pra todas as coisas (só perde pra benzetacil). Não adianta, não existe uma poção mágica ou um botão que você pressiona e esquece algo. É um processo, muitas vezes lento. No começo, muitas vezes não enxergamos benefícios, mas eles virão cedo ou tarde.

Acho que eu já escrevi sobre isso recentemente, mas olhe minha cara de preocupado: :|

P.S.: Lembrei de uma frase "...the imprint is always there, nothing is ever really forgotten." - é uma questão biológica.

--------------------------

The best is yet to come.

Just know, wherever you go, you can always come home...

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

YATOE

Frio, frio, frio, fez um pouco de frio esses dias... E eu gosto muito!

Gosto do frio pois sinto muito calor, sinceramente não consigo ver vantagens em se ter um clima tórrido igual tem sido na maior parte do ano.

No calor você:
- sua igual um porco do inferno
- fica irritado
- não dorme direito
- não come direito
- perde produtividade no trabalho
- fica fedendo no fim do dia caso não fique no ar-condicionado
- fica com a pele oleosa
- não pode usar os melhores perfumes (orientais e amadeirados)
- tem que ficar usando roupa de calor, que geralmente são feias

Pra não falar que não há nenhuma vantagem, há uma:
- gostosas de shortinho everywhere

Mas no frio:
- você dorme bem
- você come bem
- você fica mais produtivo
- pode usar os melhores perfumes
- pode usar as roupas mais fodas
- sem transpiração excessiva do inferno
- pra quem namora ou é casado, ficar deitado juntos fazendo transferência de calor entre corpos através de atrito constante e rítmico
- se você está com frio, você bota uma blusa e fica OK. Se você está com calor, você não tem o que fazer

Por isso que eu voto em inverno o ano todo.

Gostaria de ter uma casa em cada hemisfério, pra aproveitar o inverno de ambos.

Acho que só vale a pena namorar no frio, principalmente por ser algo curto (no máximo 3 meses) e não dá tempo de você enjoar da pessoa.

---------------

Estou pensando em comprar uma gaita, é um instrumento que eu posso levar pra todo lugar e ainda serve como peso de papel.

Gotta 2 go.

I know you're leaving in the morning when you wake up, leave me with some kind of proof it's not a dream...

segunda-feira, 29 de julho de 2013

SASQUAT

Hallelujah - Paramore

Somehow everything's gonna fall right in, to place
If we only had a way to make it all fall faster everyday
If only time flew like a dove
God make it fly faster than I'm falling in love

This time we're not givin up
Let's make it last forever
Screaming... Hallelujah
We'll make it last forever

Holding on to patience wearing thin
I can't force these eyes to see the end
If only time flew like a dove
We could watch it fly and just keep looking up

This time we're not giving up
Let's make it last forever
Screaming... Hallelujah
We'll make it last forever

And we've got time on our hands
And we've got...
Got nothing but time on our hands
Got nothing but, got nothing but
Got nothing but time on our hands
 
This time we're not giving up
Let's make it last forever
Screaming... Hallelujah... Hallelujah

-----------

Eu gosto muito dessa música, ouço ela praticamente todos os dias. Não tem um motivo específico pra isso.

-----------

 Alguém me falou um dia, que devemos sempre deixar as pessoas com palavras doces, pois podem ser as últimas palavras... Então ai vão algumas:

-açúcar
-leite condensado
-brigadeiro
-chocolate
-quindim
-doce de leite
-cocada
-paçoca

Acho que está bom de palavras doces por hoje.

-----------

 Fiz um fondue de chocolate, até que ficou bom, mas da próximo vou usar um recipiente de porcelana, com diâmetro menor e mais alto, ao invés de um "marinex" oval, pra reter melhor o calor.

Fiz também um belo bolo salgado, todos gostaram, gostei da brincadeira, vou tentar fazer mais coisas.

-----------

Semestre começa dia 8/8, a grosso modo pode-se dizer que agora que começa o curso de engenharia civil, teremos desenho técnico, uma matéria que, apesar de ser um pouco difícil, parece ser bem interessante. Além, claro, de Cálculo I. Espero estar preparado para isso tudo.

-----------

 Gostei de escrever novamente nesse modo de tópicos, talvez eu mantenha dessa forma.

A quem interessar, vou deixar aqui alguns links meus:
Facebook
Instagram
Flickr
Ask.fm
Twitter 

Well, looks like that's it, gotta go.

Cause tonight is like any other night...

sábado, 27 de julho de 2013

Where Will U Go?

Quando você coloca algo na cabeça, quando se determina a fazer algo, você estará entrando em uma luta diária contra si mesmo. Se você for uma pessoa que não se adapta muito bem a mudanças, pior ainda.

Todos precisamos mudar em algo, precisamos melhorar em algo, não há excessões. Se você acha que não tem nada o que melhorar, meu amigo, você deve ter algum problema mental. Mas se tentamos alguma mudança pra melhorar, por qual motivo ainda nos sabotamos? Zona de conforto. Essa é a base da falha humana, acabamos por nos acostumar com situações que, inicialmente, nos incomodam e quando isso acontece é que nossa mente começa a sabotar qualquer tentativa de mudança, pois inconscientemente, sabemos que uma mudança será traumática no início, e isso nos assusta.

Eu, conscientemente, entendo a importancia das mudanças. Pena que não consegui convencer meu inconsciente disso.

------------

Outra coisa interessante que tenho observado já a algum tempo, é a mania que as pessoas tem de subestimar os outros. Talvez seja pelo fato dessas pessoas terem convivido tanto tempo com gente fácil de se manipular. Eu não os culpo, mas me revolto um pouco com tudo isso. Ah, mas e quando eles se deparam com alguém ao qual não podem manipular? Como já disse Miranda "seu frágil mundinho vai se abalar!", e é o que acaba acontecendo. Por que ao invés de manipular, elas não tentam ser cooperativas? Esse é um dos muitos motivos da nossa sociedade estar desabando.

------------

Eu sinto saudades das comunidades do orkut. Sempre que você estava se sentindo estranho por algum motivo específico, você acabava encontrando mais um monte de gente que sofria do mesmo "mal". Daí você acabava percebendo que o seu caso nem era TÃO grave assim. Isso não existe no facebook, a moda é compartilhar fotos de páginas com frases que são tiradas de livros ou músicas (o contexto vai pro espaço, né?).

 Ainda bem que ainda me restam meus blogs.

Se você leu até aqui (ninguém lê), você deve ter achado tudo confuso. Então, tenho uma informação que talvez você ainda não percebeu, o blog eu escrevo pra mim, não pra outros. É igual perfume, eu não uso pra agradar ninguém, uso porque eu gosto.

Ain't it fun?


P.S.: 4006 views no blog, o que tem de tão interessante aqui?
P.S.2: O blog me rendeu US$0,11. Isso em um dois anos, logo eu enriqueço assim.
P.S.3: Eu ainda acho que ninguém consegue mudar sua essência, pode no máximo mascará-la, mas isso fará com que ela não viva em paz.
P.S.4: Vai ser um console foda, haters gonna hate.

domingo, 23 de junho de 2013

Oh, life is bigger than you and me...

Não, ainda não vou escrever sobre os assuntos que citei na postagem anterior. Quer saber o motivo? PORQUE EU NÃO QUERO!

Só quero escrever um pouco.

Na verdade não sei bem sobre o quê.

Uma coisa que me deixou meio puto foi que, na manifestação que teve aqui na minha cidade, teve gente que só foi pra fazer graça. Ficar gritando "vai curintia" no meio do povo, ficar soltando bomba e babaquices em geral.

Outra coisa, como tem gente hipócrita nesse mundo, é algo impressionante. Não vou nem entrar em detalhes pra não ficar mais puto.

Não tenho mais o que escrever.

Quero deixar um recado a quem interessar: Palavras são como bumerangues, quando você as lança tem que ter certeza se vai conseguir aguentar o tranco quando elas voltarem.

"Have a nice day, I hope you die.". - Baltazar

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Só uma palinha...

Tem dias (leia-se meses) que estou pra escrever sobre alguns assuntos aqui e por falta de tempo (leia-se preguiça) eu acabo por não fazer.

Basicamente os assuntos são:
-Artes Marciais, Jiu-Jitsu e MMA
-Música, Piano e MP3 Player
-Família e Casamento Gay
-Fé, Religião, Ateísmo e Pastores
-Coleções, Perfumes e Pessoas Desagradáveis
-Vida social
-Decepções, Vitórias e Desafios
-Amor e outras Drogas
-Faculdade, Engenharia e Má Qualidade de Ensino Fundamental e Médio

Bem, esses tópicos eu vou abordar, vou TENTAR tratar de um por semana, mas não a partir desta que estou muito atarefado (leia-se MUITOOOOOO ATAREFADO).

Só vim escrever um pouco aqui porque estou um pouco estressado com a correria da faculdade misturado com o fato de eu estar doente já faz umas 3 semanas.

Imagino a cara de vocês se soubessem das coisas que eu escrevo aqui e apago! y mk m s ht, mk m wnt drp!

Só pra relatar uma coisa chata que aconteceu esses dias: estava frio, cheguei do trabalho, botei um short e uma camiseta e deitei na cama pra tirar um cochilo antes de começar a estudar. Como estava frio eu resolvi pegar uma blusa que estava do lado e cobrir a parte de cima do corpo. Muito bem, eu cochilei e acordei depois de uns 30 minutos, tremendo tanto que parecia que meus músculos iam se romper e com um frio fora do normal. Levantei e resolvi ir tomar banho, eu não estava com febre, foi uma luta pra tomar banho, eu não conseguia parar de tremer. Ao voltar pro quarto peguei um comprimido de um antigripal a base de paracetamol e tomei. Ainda tremendo e com frio, fui pesquisar o que poderia ser isso, encontrei HIPOTERMIA e notei que eu tava sentindo todos os sintomas da fase inicial, e pra ajudar eu ainda tinha tomado um antipirético. Tive que deitar, de calça e blusa, cobertor e ficar ali até melhorar. Melhorei só no outro dia, mas mesmo agora, 3 dias depois, ainda não estou 100%. O que aprendi com isso? Nunca mais cobrir só uma parte do corpo, principalmente quando estiver frio.

And so it was that later...

segunda-feira, 22 de abril de 2013

may angels lead you in...

Hear You Me - Jimmy Eat World
Vídeo

There's no one in town I know
You gave us some place to go
I never said thank you for that
I thought I might get one more chance
What would you think of me now,
So lucky, so strong, so proud?
I never said thank you for that
Now I'll never have a chance
May angels lead you in
Hear you me my friends
On sleepless roads, the sleepless go
May angels lead you in
So what would you think of me now
So lucky, so strong, so proud?
I never said thank you for that
Now I'll never have a chance
May angels lead you in
Hear you me my friends
On sleepless roads, the sleepless go
May angels lead you in
And if you were with me tonight
I'd sing to you just one more time
A song for a heart so big
God couldn't let it live
May angels lead you in
Hear you me my friends
On sleepless roads, the sleepless go
May angels lead you in
May angels lead you in
Hear you me my friend
On sleepless roads, the sleepless go
May angels lead you in

-----------------------------------

Tenho medo de lembrar dessa música um dia, no momento em que ela se encaixaria melhor...

--->

Esse ano de 2012 com certeza será diferente de 2011... afinal, 2011 teve 365 dias e 2012 terá 366.

Uma coisa que eu sempre tive dúvida, quem nasce no dia 29/02 só faz aniversário a cada 4 anos? Imagina uma senhora que já viveu 80 anos dizer que tem 20? E quem vai contestar?

Que bobagem... bom gente, bom ano pra nós, principalmente pra mim hahahaha

Ah...

...sei não hein.

domingo, 31 de março de 2013

that's where you live, that's where you breath...

"So smile, whatever people say."

Tempos sem vir aqui. Sim, eu "apaguei" as outras postagem. Não, não vou dizer o motivo. Talvez, talvez eu volte a postar.

A citação da primeira linha é de uma música chamada Play With Me, da banda Wrinkled Fred. Curiosamente, eu não achei a letra em lugar algum, pelo visto não é uma banda muito conhecida, apesar de ter boas músicas.

Eu decidi que não vou mais beber nada que contenha álcool. Dessa vez não é igual das outras que fiquei de ressaca e prometi não beber mais. Eu pesei os prós e contras de beber e cheguei a seguinte conclusão:

Contras:
-As bebidas são caras;
-Faz mal a curto, médio e longo prazo;
-Me deixa mais chato que o normal;
-Ressaca;
-É perigoso;
-Corre-se o risco de fazer coisas que você se arrependerá pro resto da vida;
-Você não lembra de várias coisas que aconteceram durante sua embriaguez;
-Muitos outros contras, que estou com preguiça de pensar.

Prós
-...
-Não tem prós.

Muitas das coisas que listei como contras, por sorte, não aconteceram comigo. Mas inevitavelmente iriam acontecer uma hora ou outra. Ainda tenho meia garrafa de vodka na geladeira e estou tentado a derramar a dita cuja toda na pia.

Estou feliz com minha decisão. Agora falta fazer o mesmo com refrigerantes e alguns alimentos.

Hoje um colega postou uma imagem no Facebook que me fez pensar. A imagem era sobre Depressão, Ansiedade e Ataques de Pânico (sim, eu fui olhar de novo pra não escrever bobagem), do fato de que praticamente todo mundo passou, passa ou vai passar por isso em algum momento da vida. Eu mesmo, sou o rei da ansiedade. Mas o ponto é: como cada um de nós lida com isso?

Uns bebem, uns choram, uns dormem, uns brigam, uns saem "pegando geral", uns fingem que nada está acontecendo, e mais um monte de maneiras de enfrentar ou ao menos esquecer um pouco de tudo de ruim que possa estar acontecendo. Eu acho que eu acabei me habituando tanto a isso, que consigo perceber quando alguém está fazendo alguma destas coisas que citei apenas pra tentar fugir da realidade. Não que eu seja um ótimo observador, mas normalmente quem faz isso deixa implicito de uma forma nem tão sutíl o que está acontecendo de verdade.

Não, eu não sei como lidar com pessoas assim. Eu não falar nada não significa que eu não me importe, significa apenas que eu não quero piorar as coisas.

Bom, apesar de eu ter mais coisas pra escrever (mentira), eu vou parando por aqui, pois está tarde e hoje será um dia longo.




Ah, não se deixem enganar, o conhecimento é livre, não se prendam a amarras sociais que dizem que poucos detêm o conhecimento.

Sooner or later.