segunda-feira, 21 de maio de 2012

consider this - :)

Nossa...


































Tenho algumas coisas pra postar aqui... tem a parada das músicas... e um texto sobre MMA... e uma coisa que eu só postarei se chegar bêbado em casa e conseguir ligar o pc... o que vai ser difícil pois criei um sistema anti-etílico para evitar NOVOS constrangimentos nas redes sociais... Rá!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

more shit to your eyes

Tem certas coisas que por mais que tentemos fingir que não vemos ou que não percebemos não conseguimos realmente esconder a realidade dos nossos próprios olhos.

Não é nem o caso de não ter mais paciência, mas é que chega um certo ponto que se fingir de idiota enche o saco, principalmente quando falta OBJETIVIDADE no que se diz ou faz.

O que mudou? Nada. Nada mesmo. Sou o mesmo cara que ainda acha o background desse blog o mais foda de todos. Claro, o "nada" que eu digo é em relação a um curto período de tempo, não de 10 anos pra cá.

Talvez eu não esteja sendo muito objetivo também, mas pra você passar uma informação com confiança pra alguém, você precisa sentir segurança vindo do outro lado, a física mesmo explica isso, se você estiver empurrando com muita força uma alavanca que parece dura e de repente ela destrava, você provavelmente vai levar um lindo e épico tombo... agora se ela for segura e ir sempre da mesma forma você consegue exercer a força de forma correta e eficiente.

Não, alusões não são meu forte.

Bom, ainda faltam alguns nós... e minha cigana de confiança foi cursar Ciências Sociais... ok, mas uma alusão de merda.








epev

quinta-feira, 3 de maio de 2012

something again

Cada um de nós tem um modo de ver o mundo...

Uma coisa que eu sempre me pergunto é: - Como saber se o verde que eu vejo é o mesmo verde que você vê?

Parece loucura pra alguns, mas existem pessoas que entendem esse ponto de vista. (serão elas mais loucas que eu?)

Acabei de ver um video que falava sobre as dimensões fisicas da matéria (objetos 2D, objetos 3D), mas que pode se aplicar a parte não material da nossa vida.

Uma pessoa que nasceu no mato, cresceu no mato, lá se criou sem contato com o resto do mundo, não tem nenhuma noção de que pode existir algo diferente daquilo, pois está preso no que ele conhece.

Basicamente o que quero dizer, resumidamente por causa da minha dor de cabeça, é que tem muitas coisas que não podemos ver com os olhos... apenas com a mente, ou a alma, e quando aprendemos a fazer isso vemos o quão realmente ignorantes nós somos.

É, não sei porque fiz essa postagem.

open you eyes